Tocantins tem primeira morte por febre amarela em humanos confirmada em 17 anos

Tocantins teve o primeiro caso de morte por febre amarela silvestre confirmada em humanos, em 2017. A vítima é um jovem de 22 anos que vivia em Xambioá, extremo norte do estado, e o caso era investigado desde janeiro. Segundo a Secretaria de Saúde, o rapaz era natural do Rio de Janeiro, não era vacinado contra a doença e trabalhava em uma região de mata. O estado não tinha uma morte pela doença há 17 anos.

Outros 21 casos suspeitos da doença foram notificados no Tocantins entre dezembro de 2016 e abril deste ano. Até o momento 13 foram descartados e outros sete continuam sob investigação.

Entre os casos investigados está a uma morte em Taguatinga, sudeste do Tocantins. “A Secretaria reforça que não há motivo para alarde, que continuam sendo realizadas ações de orientação a população e que neste mês os municípios já receberam as doses de vacina contra a febre amarela”, disse a Sesau em nota.

Os casos notificados que ainda estão sob investigação ficam em:

  • 2 casos em Palmas – região central;
  • 1 caso em Araguaína – região norte;
  • 1 caso em Pau D’Arco – região noroeste;
  • 1 caso em Aparecida do Rio Negro – região central;
  • 1 caso em Sucupira – região sul;
  • 1 caso Taguatinga – região sudeste.

Morte em macacos

Também em 2017, segundo dados da Sesau, foram registrados 57 casos de epizootias, morte de macacos em áreas de mata. Apenas um dos casos deu positivo para a doença. Dez ainda estão sendo investigados em Ponte Alta do Bom Jesus, Tocantínia, Palmas, Porto Nacional e Araguaína.

Vacinação

O Brasil vive o maior surto de febre amarela observado nas últimas décadas. A maioria dos casos confirmados foi registrada nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Atualmente, o Tocantins e mais 18 estados são considerados área de risco para febre amarela.

 A vacinação é recomendada para todos que viajam para regiões silvestres, rurais ou de mata de qualquer um dos 3.530 municípios que estão na área de recomendação de vacinação do Ministério da Saúde. Estas cidades ficam em todos os estados do Norte e Centro-Oeste, e em partes de Minas Gerais, Maranhão, Piauí, Bahia, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Quem ainda não é vacinado e pretende viajar para essas áreas deve procurar um posto de vacinação pelo menos dez dias antes da viagem.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *