TJ-BA abre licitação para comprar traje completo

Servidores do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) receberão novas roupas. A Corte abriu edital de licitação para comprar paletós, calças, camisa social, gravatas, meias, sapatos e cintos. O conjunto é chamado de traje completo.

As propostas serão conhecidas no dia 4 do próximo mês e a Corte pretende gastar até R$ 38 mil reais na compra.

Foram encomendados 14 unidades de paletós na cor preta e azul, calças pretas e azul, camisas sociais brancas e azul claro, sapato social preta, gravatas pretas e azul marinho, meias pretas e azul marinho e cintos pretos.

A Corte diz na justificativa que a aquisição irá “padronizar uniformes dos Policiais Militares e funcionários do quadro permanente da Presidência, que desempenham funções que exigem utilização de trajes formais, a saber: segurança e acompanhamento de autoridades deste Poder Judiciário do Estado da Bahia. Considerando a natureza do objeto e a demanda das unidades deste TJBA, a Administração optou pela aquisição dos uniformes através de contrato de fornecimento único, utilizando como critério de julgamento o menor preço”.

Durante a eleição da nova Mesa Diretora, o próximo presidente do TJ-BA, desembargador Gesivaldo Britto, disse que a Corte não era a pior do Brasil, mas sim “pobre”.

“O TJ não é o pior do Brasil. É um tribunal pobre. O tribunal, com esses parcos recursos, sempre busca o melhor. Temos jurisdição em um território que é quase igual ao da França. Temos que atender aos mais longínquos rincões. Os recursos não são suficientes para uma melhor prestação jurisdicional”, reclamou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *