Senado tenta se articular para manter mandato de Aécio.

O Senado pode se articular para desobedecer o Supremo Tribunal Federal (STF) e manter o senador Aécio Neves (PSDB-MG) na Casa. Segundo informações da colunista Mônica Bergamo, a estratégia prevê que a defesa do parlamentar recorra à Mesa do Senado questionando a validade da decisão da Corte. Na última quinta-feira (18), o ministro Edson Fachin, do STF, afastou Aécio das funções de senador em razão das delações premiadas de executivos da empresa JBS.

Senado tenta se articular para manter mandato de Aécio, diz colunista

No depoimento, ele é acusado de pedir R$ 2 milhões a donos do frigorífico.  “Em nenhum lugar do mundo um parlamentar seria afastado nessas condições, muito menos por meio de liminar”, disse um senador a Mônica Bergamo. Em 2016 o Senado já adotou postura semelhante ao se recusar a afastar o então presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL) após decisão liminar do ministro Marco Aurélio Mello. A Casa aguardou um posicionamento do plenário do STF para então aceitar o afastamento de Renan.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *