Salário mínimo na Argentina sobe 24%, para R$ 2.019

Buenos Aires, 27 jun (EFE).- O governo da Argentina anunciou nesta terça-feira (27) que aumentará o salário mínimo em 24%, o que será feito em três etapas até alcançar a cifra de 10 mil pesos (US$ 602,40 ou R$ 2.019) até julho de até julho de 2018. Para efeito de comparação, o salário mínimo atual no Brasil é de R$ 937. O novo valor foi estabelecido pelo governo argentino depois que representantes de sindicatos e da principal entidade patronal não conseguiram chegar  a um consenso na reunião convocada para terça-feira do Conselho Nacional do Emprego, da Produtividade e do Salário Mínimo Vital e Móvel. Nessa reunião, realizada em meio a protestos em Buenos Aires por parte de organizaçõe.

Nessa reunião, realizada em meio a protestos em Buenos Aires por parte de organizações sociais e sindicais, os sindicatos pediram um aumento dos atuais 8.060 pesos (US$ 485,50 ou R$ 1.627,31) para 14.060 pesos (US$ 846,90 ou R$ ou R$ 2.838,71), o que equivale a uma alta de 75%

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *