Projeto realiza oficinas, website e livro para fortalecer literatura negra na Bahia

Com o objetivo de fortalecer a literatura negra e feminina no estado, a pesquisadora baiana Calila das Mercês lança o projeto “Escritoras Negras da Bahia”, que contempla a realização de um website, oficinas no sul do estado e lançamento de um e-book. As ações serão realizadas em julho, mês no qual são celebrados o Dia Internacional da Mulher Negra Latino Americana e o Dia Nacional do Escritor. “A arte literária sempre esteve presente na minha vida e, durante minha infância e adolescência, sempre senti falta de mulheres que me representassem no campo literário.

Na Bahia, um estado em que a população negra é maioria, prestigiamos grandes escritores homens, mas temos também grandes escritoras mulheres negras, e é sensato termos acesso ao que elas retratam por meio de falas plurais. Este projeto, portanto, busca criar um espaço em que a comunidade negra possa se sentir mais representada e leitores, em geral, possam ter acesso à pluralidade de representações e de autoras baianas que fazem arte literária de qualidade”, explica Calila, sobre o projeto que reúne o trabalho de poetas, contistas, romancistas e artistas literárias em geral, e traz um mapeamento desta cena.

Com o apoio financeiro do Governo do Estado, por meio do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural e Secretaria de Cultura da Bahia, o projeto contempla três diferentes produtos. O primeiro deles é o website www.escritorasnegras.com.br, que será lançado no dia 7 de julho. Entre 7 e 20 de julho, o evento contará ainda com um ciclo de oficinas voltadas para mulheres de comunidades afro-indígenas, nas cidades de Alcobaça, Caravelas e Prado (Cumuruxatiba), no Extremo Sul da Bahia; além de duas palestras: uma na Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Campus de Teixeira de Freitas, e outra no Fórum de Cultura, em Caravelas.

O último produto do projeto é um e-book bilingue (Português e Inglês), com textos acadêmico-culturais relacionados à negritude e à autoria negra, perfis de escritoras negras e intervenções artísticas na Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *