Prefeitura de Barreiras realiza I Mostra de Produtos da Economia Verde, Criativa e Sustentável

Nesta segunda-feira, 13, a Prefeitura de Barreiras em parceria com a Associação dos Artesãos de Barreiras – ASBART realizou a I Mostra de produtos da Economia Verde, Criativa e Solidária, uma proposta que integra o Programa Barreiras Verde e Sustentável, da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade. Os artesãos utilizam como matéria-prima para a produção dos produtos, sementes, fibras e folhas do cerrado baiano como o capim dourado, filha de palha de coco, jacarandá e buriti, são algumas das várias utilizadas. A apresentação aconteceu no auditório João do Biriba, da Escola Municipal Mirandolina Ribeiro Macêdo.

O desfile das peças produzidas pelas mãos dos artesãos da ASBART foi acompanhado pelo vice-prefeito e secretário de Planejamento, Emerson Cardoso, secretário e subsecretária de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Demósthenes Júnior e Marisa Costa, respectivamente, também pela primeira-dama, Marisete Bastos; presidente da Câmara de Vereadores, Otoniel Teixeira;  chefe de gabinete, Jeferson Barbosa; procurador geral do Município, Dr° Túlio Viana;  e ainda João Sá Teles, secretário de Infraestrutura; Roberto de Carvalho, secretário de Indústria, Comércio e Turismo; Gabriela Nogueira, secretária de Educação;  Marileide de Carvalho, assessora especial;  os vereadores Ivete Ricardi, Tetéia Chaves, Hipólito dos Passos, Silma Alves  e a população em geral.

Para a idealizadora e coordenadora do Projeto, Maria da Penha, durante as oficinas estão sendo desenvolvidos produtos com identidade regional e principalmente responsabilidade ambiental e cultural. “Estamos felizes pela parceria firmada com a secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade e a Associação. Essa primeira mostra das peças produzidas e elaboradas pelos nossos artesãos nos fortalece a seguir com esse projeto que vem promovendo inclusão e geração de rendas. Destaco aqui a qualidade do artesanato sustentável e o potencial comercial que temos”, disse Maria da Penha.

Para o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Demósthenes Júnior, o artesanato fortalece a identidade cultural de uma região. “O objetivo é desenvolver oficinas de manipulação dos recursos naturais renováveis, que os artesãos colhem de maneira sustentável e consciente, transformando-os em produtos artesanais contemporâneos para atender a demanda do mercado, gerar renda e incluir pessoas”, destacou Demósthenes Junior.

 Dircom/PMB 14.12.2021 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.