Prefeito de Bom Jesus da Lapa é punido por gastos irrazoáveis em situação de emergência

 

O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) determinou nesta terça-feira (22) a formulação de uma representação ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) contra o prefeito de Bom Jesus da Lapa, Eures Ribeiro Pereira. De acordo com a Corte, o político realizou gastos “irrazoáveis” com os festejos de São Pedro e aniversário de emancipação da cidade em 2013. No mesmo período, o município havia decretado situação de emergência por causa da seca.

De acordo com a Corte, o político realizou gastos “irrazoáveis” com os festejos de São Pedro e aniversário de emancipação da cidade em 2013. No mesmo período, o município havia decretado situação de emergência por causa da seca.

O relator do processo, conselheiro Fernando Vita, multou o gestor em R$25 mil, pois considerou que as despesas realizadas com as contratações diretas de atrações artísticas, ao custo de R$622.000,00, violaram os princípios da razoabilidade, moralidade e economicidade. Ainda cabe recurso da decisão.

2 thoughts on “Prefeito de Bom Jesus da Lapa é punido por gastos irrazoáveis em situação de emergência

  • agosto 24, 2017 at 1:52 pm
    Permalink

    A justiça fazendo valer os direitos do cidadão,e desempenhando com confiança e credibilidade seu papel perante a sociedade

    Reply
  • agosto 24, 2017 at 3:28 pm
    Permalink

    Se o povo quer festa que mal tem o prefeito investi em festa? Vocês nunca ouviram dizer que nós só fazemos com prazer o que realmente é prazeroso. Então o povo fica doido por festa que nem querem saber de saúde, educação, entre outras prioridades. Garanto que se fizer uma consulta popular e mandar o povo escolher entre aprimorar o ensino municipal e o Lapa folia, a segunda auternativa ganha com a msm diferença em percentual que o prefeito bateu o seu opositor ano passado nas eleições. Bjus?

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *