PM que matou assaltante na porta de escola pode disputar eleição

Conhecida nacionalmente depois de matar um assaltante armado na porta da escola da filha, em Suzano, na Grande São Paulo, a policial militar Katia Sastre, 42 anos, tem convites de PR e PSL para disputar as eleições.

Segundo a Folha, a cabo se reuniu na última semana com o líder do Partido da República, Valdemar Costa Neto, e tem admiração pelo presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, a quem define como “uma ótima pessoa”. A PM e o parlamentar, inclusive, já gravaram um vídeo juntos no Congresso.

Conforme a legislação eleitoral, militares da ativa não precisam obedecer ao mesmo prazo dado aos demais candidatos para se filiar a um partido (7 de abril) e podem registrar candidatura após as convenções partidárias, que ocorrerão de 20 de julho a 5 de agosto este ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *