Paredão ‘Lágrima de Leão’, formado por calcário e arenito, atrai escaladores ao oeste da Bahia

Escaladores de diversos estados são atraídos até o povoado pacato do Sítio do Rio Grande, em São Desidério, no oeste da Bahia, para os paredões do município. Desde o ano 2000, a prática esportiva cresce na região.

Os paredões formados por calcário e arenito são cercados pelo Rio Grande. Entre eles está o paredão do “Lágrima de Leão”, de aproximadamente 30 metros de altura. O lugar tem esse nome porque a formação rochosa lembra o focinho de um leão e, embaixo do que seria um dos olhos, uma mancha parece ser uma lágrima escorrendo.

“Eu estou achando incrível. Uma rocha de qualidade, com visual incrível, do lado de um rio com água cristalina”, disse o escalador Henrique Macaúbas. Para chegar até o paredão, é preciso encarar a água gelada ou então ir de bote.

Além de bonito, o lugar é perigoso. É necessário todo equipamento de segurança e preparo físico. Na escalada há 14 anos, Henrique Gironha diz que não é preciso apenas força, mas muita técnica. “A escalada que deixa você forte, essas coisas, deixa você afinado, com disposição de tudo, para você fazer tudo”, conclui.

Local é situado no Sítio do Rio Grande, em São Desidério.

Paredão 'Lágrima de Leão' é formado por calcário e arenito (Foto: Reprodução/TV Bahia)Paredão 'Lágrima de Leão' é formado por calcário e arenito (Foto: Reprodução/TV Bahia)

Paredão ‘Lágrima de Leão’ é formado por calcário e arenito (Foto: Reprodução/TV Bahia)

Escaladores são atraídos pelo paredão na Bahia (Foto: Reprodução/TV Bahia)Escaladores são atraídos pelo paredão na Bahia (Foto: Reprodução/TV Bahia)

Escaladores são atraídos pelo paredão na Bahia (Foto: Reprodução/TV Bahia)

G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.