Número de licenças para armas cresceu 474% no governo Bolsonaro

Do início do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) até 1º de junho deste ano, 673.818 pessoas tinham certificado de registro de armas de fogo, um crescimento de 474%. O número é referente a pessoas com registro de atividades de caçador, atirador desportivo e colecionador (CAC). Os dados fazem parte do Anuário divulgado nesta terça-feira (28), pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

De acordo com o Anuário, em 2018, haviam 117,5 mil pessoas com essa habilitação. Ao todo, foram contabilizadas mais de 4,4 milhões de armas em estoques particulares.

No entanto, destas, 1,542 milhão estão com registros expirados, o que indica que há uma arma irregular a cada três armas registradas no país.

Na prática, atualmente existem mais armas de fogo em estoques particulares do que em patrimônios institucionais de órgãos públicos – como as polícias civis, federal, rodoviária federal e guardas municipais, além de instituições como Tribunais de Justiça e Ministério Público.

Além disso, com pouco trabalho de fiscalização, o número de armas de fogo apreendidas pelas forças policiais do país vem caindo nos últimos anos. Em 2021 foram apenas 111.907, uma redução de 2,1% se comparado ao ano anterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.