Ministro anuncia redução do intervalo da dose de reforço para quatro meses

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou, neste sábado (18), a redução do intervalo mínimo necessário para a aplicação da vacina de reforço contra a Covid-19. O prazo passará de cinco para quatro meses.

Ele publicou em uma rede social que “Para ampliar a proteção contra a variante Ômicron vamos reduzir o intervalo de aplicação da 3ª dose de cinco para quatro meses. A dose de reforço é fundamental para frear o avanço de novas variantes e reduzir hospitalizações e óbitos, em especial em grupos de risco”.

Ainda de acordo com a postagem, a portaria oficializando a mudança será publicada na próxima segunda (20).

Até meados de novembro, o intervalo definido pelo Ministério da Saúde para a aplicação do reforço era de seis meses, e a dose era recomendada apenas para idosos e profissionais de saúde.

Atualmente, a dose de reforço é recomendada para todos os maiores de 18 anos – de preferência, com a aplicação de imunizante diferente em relação às doses anteriores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.