Medeiros Neto: Gado morto com suspeita de raiva preocupa criadores

A morte de gado bovino em fazendas de Medeiros Neto, no extremo sul, por uma suposta contaminação por raiva [hidrofobia] tem preocupado criadores da região. Segundo a TV Santa Cruz, pelo menos 20 fazendeiros já registraram casos suspeitos da doença, que é incurável. Segundo a Secretaria Municipal de Agropecuária e Meio Ambiente, o problema ocorre pela falta de vacinação dos rebanhos. O titular da pasta, Armando Leal, informou que os casos têm ocorrido em propriedades próximas a rios por conta da presença de morcegos “hematófagos”, que se alimentam de sangue e transmitem a doença.

Medeiros Neto: Gado morto com suspeita de raiva preocupa criadores

Os bichos costumam se esconder entre pedras e buracos, e até em árvores. Ainda segundo o secretário, os casos suspeitos devem ser comunicados à Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), órgão que também fiscaliza rebanhos. A única forma de prevenir a raiva é através da vacinação. A primeira dose pode ser aplicada a partir do terceiro mês de vida e repetida com trinta dias. Depois disso, basta um reforço anual da imunização. A vacina contra a raiva é vendida em lojas de produtos agropecuários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *