LEM: Moradores reclamam de mau cheiro e fumaça em lixão

Um “lixão” em Luís Eduardo Magalhães, extremo oeste, tem sido alvo de reclamação de moradores. As queixas se referem ao mau cheiro provocado. Segundo a TV Oeste, cerca de 100 toneladas de dejetos são despejadas no local. Além do odor, os moradores também citam problemas devido à fumaça provocada por queimadas no local. Neste ano, três incêndios foram registrados no local, o último deles, em junho. Em torno de cinco bairros são afetados diretamente pelo lixão. Luís Eduardo Magalhães ainda não dispõe de um aterro sanitário.

LEM: Moradores reclamam de mau cheiro e fumaça em lixão

Por conta disso, todo o lixo do município é descartado no local, com área de 13 mil metros quadrados. Em alguns trechos, a altura chega perto de 30 metros. Como a cidade não cumpriu o prazo de extinguir os lixões [agosto de 2014], ficou sem receber recursos federais para saneamento básico. A cidade também corre risco de pagar multa de R$ 10 mil por dia por não ter cumprido um Termo de Ajuste de Conduta feito com o Ministério Público da Bahia (MP-BA).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *