Governo do Estado viabilizará construção de 220 unidades habitacionais em quilombos

Condições dignas de moradia para 220 famílias quilombolas da Bahia serão viabilizadas pelo governo do Estado, por meio de parceria entre as secretarias de Desenvolvimento Rural (SDR), através da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), e de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi). A assinatura do termo de colaboração que autoriza as obras aconteceu em Alagoinhas, nesta segunda-feira (5), com a presença de dirigentes governamentais e lideranças comunitárias. O investimento é na ordem de R$ 10,2 milhões, o que possibilitará a construção de unidades habitacionais e cisternas de captação da água da chuva para o conjunto dos beneficiários.

“Esta é uma ação de grande importância para nós. Somos quilombolas e produtores rurais, com poucas condições financeiras, morando em casas de taipa. As obras vão chegar e promover a qualidade de vida da nossa população, um conforto para nossas famílias”, disse Claudemir Carvalho, liderança do quilombo Cangula, uma das comunidades contempladas pela iniciativa, que abrangerá comunidades tradicionais dos territórios do Velho Chico, Sertão Produtivo, Recôncavo, Litoral Norte e Agreste Baiano.

A titular da Sepromi, Fabya Reis, afirmou que a medida materializa o compromisso do Governo do Estado para a melhoria da vida das comunidades tradicionais quilombolas. “A população negra e tradicional da Bahia são a razão maior da existência e efetivação das políticas afirmativas no âmbito governamental. É um passo importante e de reparação, sem dúvidas, transformando a realidade dos territórios contemplados”, destacou a secretária. Ela informou que a iniciativa será garantida com recursos apontados no Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa.

“Trata-se de uma ação estruturante, não somente de construção de casas. São projetos de desenvolvimento para as famílias quilombolas rurais. Também teremos assistência técnica, com a elaboração de quintais produtivos e encontros de capacitação nas comunidades”, pontuou o secretário da SDR, Jerônimo Rodrigues. O gestor ressaltou, ainda, que a SDR potencializará o trabalho de inclusão produtiva das famílias dos sete municípios abarcados pelas novas habitações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *