Formosa do Rio Preto: Município estuda parceria com o Banco do Nordeste para ajudar pequenos agricultores familiares

A prefeitura de Formosa do Rio Preto analisa firmar parceria com o Banco do Nordeste (BNB) para contribuir com a quitação das dívidas de pequenos agricultores familiares que não conseguiram pagar a dívida de linhas de crédito como a do Pronaf A. O assunto foi debatido na reunião do dia 25 de outubro entre o prefeito Termosires Neto e os representantes do BNB de Barreiras Francisco Carlos da Silva – gerente geral, Marly Figueiredo – agente de desenvolvimento – e Aderbal Neto – gerente de negócios Pronaf.

Termosires disse que o município poderá auxiliar na mobilização e aguarda os dados do número de pessoas que não possuem renda suficiente para quitar suas dívidas. “Toda medida que ajuda os homens e mulheres do campo são bem-vindas. Faremos a análise financeira para definir a contribuição viável, do ponto de vista orçamentário, para atender esse público”, explicou o prefeito.

De acordo com Francisco Carlos, há restrição para a abertura de novos créditos aos pequenos produtores rurais em razão do alto índice de inadimplência, por isso a instituição busca a parceria da prefeitura para diminuir os valores referentes às dívidas e assim poder liberar mais crédito, contribuindo para o desenvolvimento da produção dos agricultores familiares e o incremento da economia local.

O encontro contou com a participação do presidente da Câmara de Vereadores, Zé de Zuza, dos secretários de Agricultura, Combate à Seca e Estiagem, Eronides Batalha, e de Administração, Planejamento e Finanças, Sílvio Buarque, e de uma equipe do Sindicato dos Trabalhadores Rurais com a presidente Elizete Batista, a secretária de políticas agrícola, agrária e meio ambiente, Maria Irany, e o técnico agrícola em agropecuária, Aliomar Bomfim.

Após definir uma proposta, o tema será encaminhado para a apreciação do Legislativo. A iniciativa baseia-se nos benefícios da Lei de Renegociação de Dívidas Rurais (Lei 13.340, de 28 de setembro de 2016), que concede condições especiais para liquidação ou renegociação de dívidas rurais referentes a contratos firmados até dezembro de 2011. Os descontos são de até 95% sobre o saldo devedor para o pagamento total da dívida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *