Evento debate uso da vacina e re-vacina com RB-51 no combate a Brucelose Bovina

Aconteceu  nessa terça-feira (17), na Granja Berimbau, às 8h, um encontro que vai debater o uso da vacina e re-vacina com RB – 51, que faz parte do Programa de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Bovina (PNCEBT). Além disso, o encontro tem como objetivo baixar a prevalência e incidência da brucelose e tuberculose e, consequentemente, a proteção do homem por serem zoonoses (doenças transmitidas dos animais ao homem).

Segundo a coordenadora do (PNCEBT), Luciana Ávila, da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), “parte importante do programa de controle da Brucelose Bovina, o uso da vacinação promove a interrupção do ciclo de transmissão com a eliminação dos animais infectados ou aumento do número de animais resistentes nos rebanhos. No caso da Brucelose Bovina, o programa promove essas duas estratégias. A vacinação obrigatória das bezerras de três a oito meses com a B-19, associada à vacinação estratégica com RB-51, em fêmeas, com idade superior a oito meses. Além disso, a redução da taxa de aborto e, consequentemente, a interrupção do ciclo de transmissão da doença”.

Participam do encontro ADAB, MAPA, laboratórios, médicos veterinários e pecuaristas.

Fonte: ASCOM – ADAB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *