Em Barreiras, Cerrado baiano é inspiração de artesãos no resgate de técnicas de produção utilizando matéria-prima natural

As veredas do Oeste Baiano trazem como elementos centrais a beleza dos buritis e os capins dourados. Da palmeira do Buriti, tudo se aproveita, desde os frutos até as suas folhas usadas no artesanato tradicional. Enquanto as folhas muito finas, conhecidas como a seda do buriti, são usadas por muitos artesãos para a costura e a tecelagem manual, as mais velhas, que já estão para ser descartadas pelas palmeiras, servem para a produção da fibra que se transforma em trançados diversos. É assim que acontece no Projeto Travessia, que tem o apoio da Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade, e integra o Programa Barreiras Verde e Sustentável.

Segundo a idealizadora e coordenadora do Projeto, a ideia é capacitar e produzir objetos de decoração, moda e utilidade em parceria com a Associação dos Artesãos de Barreiras – ASBART que traz a economia verde criativa e solidária em uma atividade sustentável, capaz de preservar o bioma local. “Já estamos no oitavo encontro entre a ASBART e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade e nessa parceria estamos resgatando a identidade artística/cultural e a iconografia de Barreiras, trazendo elementos para os produtos a serem disponibilizados no mercado”, destacou Maria da Penha de Faria.

As peças nascem das mãos das artesãs, que colhem sua matéria-prima no Cerrado com uma extração sustentável e consciente. De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Demósthenes Júnior, a preservação e o cuidado do manejo sustentável das matérias-primas são importantes para que a atividade artesanal continue de forma equilibrada, eficiente e rentável. “Os artesãos respeitam o tempo de recuperação da planta, os ciclos reprodutivos, mostrando que é possível usufruir dos recursos disponíveis no ecossistema, sem degradá-lo”, enfatizou o secretário pontuando que os produtos já confeccionados foram comercializados para os empresários e lojistas de Salvador- BA, que ficaram encantados com os materiais naturais utilizados na confecção dos produtos.

Dircom/PMB 06.10.2021 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.