Custo total da Ponte Salvador-Itaparica sobe para R$ 9 bilhões

A escalada do custo de insumos da Construção Civil encareceu a execução da ponte Salvador-Itaparica. A valores atuais, o empreendimento exigirá uma aporte de R$ 9 bilhões, segundo afirmou o governador Rui Costa em entrevista para a Rádio Sociedade nesta terça-feira (30). O contrato de PPP para a execução da ponte foi assinado em novembro do ano passado, com um orçamento de R$ 5,7 bilhões e contrapartida de R$ 1,3 bilhão do governo estadual.

Pelos termos do documento assinado, a obra propriamente  começaria este mês. “Estamos conversando com o consorcio chines que ganhou a concessão para eque ele acelere o processo de construção”, afirmou Rui na entrevista, que foi retransmitida para emissoras do interior. O governador ressaltou que a inflação de itens para a construção civil, como aço e cimento, também encareceu os imóveis. A implantação da ponte também depende da desapropriação de imóveis.

Em paralelo aos trâmites para início da construção, a presidente da Comissão de Direitos Humanos e de Defesa da Democracia Makota Valdina da Câmara Municipal de Salvador, vereadora Marta Rodrigues (PT), propôs que o equipamento passasse a ser chamado Ponte Maria Felipa, em homenagem à heroína da Independência da Bahia.

“Dessarrumaram a economia”

Na mesma entrevista, o governador criticou a política econômica do governo federal, destacando a provável inflação acima de 10% este ano. “Dessarrumaram a economia. O Brasil hoje não tem planejamento.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.