Com salário de R$ 90 mil, desembargador critica crise financeira e manda acabar greve

Desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Renato Luís Dresh determinou na sexta-feira (23) a suspensão imediata de um movimento grevista iniciado pelos servidores de 2ª instância do TJ no último dia 19.

A decisão impõe ao Sindicato dos Servidores da Justiça de 2.ª Instância do Estado de Minas Gerais (Sinjus-MG) o pagamento de multa diária de R$ 20 mil, limitada a R$ 100 mil, em caso de seu descumprimento.

Segundo o Estadão, os funcionários estão cobrando a recomposição salarial com a inflação de 2018, de 2,9%, e o pagamento de um auxílio-saúde, que já foi definido em uma ajuda de custo entre R$ 200 e R$ 300 por mês, conforme o tempo de trabalho de cada servidor.

Renato Luís Dresch, que no mês passado recebeu salário de R$ 89.586, afirma, em sua decisão, que, apesar de o tribunal estar aberto às negociações com os servidores, o órgão já deixou “explicitado restrições orçamentárias que impedem o cumprimento imediato das reivindicações”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *