Carnaval Italiano de Nova Veneza Fotógrafo paraibano faz exposição do Carnaval de Veneza no evento

Francisco Andrade trará imagens exclusivas sobre a festa das máscaras que é uma tradição milenar da Itália. Além disso, ele fará um bate-papo com o público sobre o tema no sábado,  9 de junho, às 16h30min

Não é apenas no Brasil que existe o Carnaval. Em Veneza, cidade italiana, o carnaval é uma festa muito tradicional e faz parte de uma cultura que começou a existir no século XVI, quando a nobreza se mascarava para se juntar ao povo. A tradição continua até hoje e atrai centenas de pessoas por todo o mundo para participar uma das maiores festas italianas. Foi justamente isso que atraiu o pernambucano Francisco Andrade até a cidade de Veneza durante quatro anos consecutivos.

Entre os anos de 2012 e 2015, ele, que também é advogado,  visitou Veneza, na Itália, para registrar em sua câmera fotográfica cada detalhe que faz parte do Carnavale di Venezia (300 páginas, Editora Origem) festa realizada entre os meses de fevereiro e março. O resultado é o livro fotográfico Cenas Venezianas, ganhador do Prêmio Brasileiro de Excelência Gráfica Fernando Pini, na categoria impressão digital.

“Sempre fui apaixonado por cultura e as tradições milenares dos Italianos me fascinam. Foi aí que nasceu o projeto do livro. As fotos conseguem transmitir perfeitamente um pouco da exuberância deste carnaval de época e das cores que tomam conta da cidade italiana entre os meses de fevereiro e março”, conta Francisco.

 

Parte do acervo irá compor a exposição Cenas Venezianas durante o Festival Italiano de Veneza, marcado de 7 a 10 de junho na cidade goiana de Nova Veneza, a 44 quilômetros da capital Goiânia e 200 quilômetros de Brasília, no Distrito Federal. Este é o mais tradicional festival de Goiás, que integra do Circuito Gastronômico de Goiás e conta com o apoio da Embaixada da Itália no Brasil.

Serão 12 fotos impressas em alta resolução e emolduradas que estarão disponíveis para serem vistas durante todos os dias de evento no lounge de entrada do Festival Italiano. Além da exposição, o fotógrafo irá comandar um bate papo com os visitantes explicando a experiência da sua viagem. A conversa com o público será realizada no sábado (9) às 16:30h no lounge cenográfico do evento, que fica na entrada principal.

“Nenhum dia destes quatro anos de participação no Carnaval de Veneza foi igual. Cada dia uma experiência e uma emoção diferente e isso quero transmitir para os visitantes do festival por meio das fotos expostas e por meio deste bate-papo que faremos”, diz Francisco.

O projeto idealizado por Francisco continua. Ele já planeja uma segunda edição do livro, desta vez com as imagens dos carnavais de máscaras do Brasil, que acabaram chegando aqui por influência da tradição italiana. Cidades do sulistas, na Bahia e, em Pernambuco, estão no trajeto. E o percurso incluirá também o Baile de Máscaras que acontece durante o Festival Italiano de Nova Veneza, em Goiás. “Assim como registrei as belezas da tradição milenar na Itália quero registrar aqui as belezas da tradição brasileira”, planeja.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *