Brumado: Para prefeito, retorno das aulas é chance de salvar ano letivo

Com as aulas previstas para serem retomadas nesta segunda-feira (21), o município de Brumado, no Sudoeste baiano, será uma espécie de balão de ensaio para saber se vai funcionar a estratégia de abertura de escolas. Desde março, as aulas estão suspensas no estado. Ao Bahia Notícias, o prefeito de Brumado, Eduardo Vasconcelos, disse que a decisão visa assegurar o ano letivo para os estudantes. “Tá (sic) chegando a hora e não podemos perder o ‘time’. É a última janela que nós temos para que as crianças não percam o ano curricular”, declarou. 

Segundo o prefeito, as aulas serão retomadas no ensino fundamental 1 e 2, o que prevê um público dos 6 aos 14 anos. “São crianças em que os pediatras já entendem que o uso de máscara não causa nenhum risco”, acrescenta o gestor. Creches nesse momento não entram na retomada dos trabalhos.  Vasconcelos disse ainda que a presença no início vai ser facultativa. Ao passo que as salas começarem a ficar mais preenchidas, chegando a 50% da capacidade, haverá rodizio entre turmas.  

“Quando os pais começarem a se sentir confiantes e for chegando mais crianças, nós vamos fazer alternância de turmas. As aulas em vez de serem de segunda a sexta vão ser estendias até os sábados. Segundas, quartas e sextas uma turma ocupa a sala. Terças, quintas e sábados será a vez de outra turma”, descreveu. O prefeito afirmou que o fato de a rede municipal contar só com escolas de tempo integral favorece o retorno. “Nós temos tempo suficiente para que as crianças recebam o conhecimento do aprendizado e façam os exercícios sem riscos. São mais de 30 escolas em tempo integral que abrigam quase 10 mil alunos. Outros municípios que só têm aula pela manhã ou pela tarde não têm como recuperar o ano. Aí já era”, avaliou.

No retorno das aulas, as escolas da rede municipal de Brumado terão algumas mudanças. “Sala que tinha 30 carteiras, vai ter 15. Banheiros vão ter secadores elétricos para não precisar de uso de papel. Os pratos vão ser dados na mão deles [crianças] para não criar aglomeração também. No bebedouro também não vai ter aglomeração, e nos corredores vai ser a mesma coisa”, detalhou o gestor.

Fonte- Bahia Noticia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *