Barreiras: Integrantes do grupo de Fibromialgia participam da terapia “Constelação Familiar”

Desde que foi reaberto em agosto de 2017, a Prefeitura de Barreiras está investindo na qualidade de vida dos integrantes que fazem acompanhamento no Ambulatório do Programa de Fibromialgia, no Centro de Saúde Leonídia Ayres de Almeida. Além do apoio dos profissionais de psicologia, nutrição, educação física, medicina reumatológica e medicina osteopática, as pacientes tiveram na sexta-feira (23) acesso ao Projeto Incluir com a inserção de mais uma terapia baseada na medicina bio psicossocial: a Constelação Familiar Sistêmica.

A terapia foi ministrada pela ginecologista e obstetra, Drª. Rita Reis, que realizou de forma voluntária a abordagem que possui uma vasta gama de aplicações práticas devido aos seus efeitos esclarecedores no campo das relações humanas, como: melhoria das relações familiares, interpessoais nas empresas e também melhoria no ambiente educacional.

As constelações acontecerão duas vezes no mês com o intuito de estudar os sistemas familiares que bloqueiam e/ou evoluem o estado de saúde das pacientes, a partir do pressuposto que todos nós possuímos problemas, características e cargas emocionais que nem sempre é possível saber qual a sua origem ou o motivo. A Constelação Familiar Sistêmica irá abordar a relação “mente sã, corpo são”, tão necessária como instrumento na promoção de saúde integral.

A fibromialgia não é considerada uma doença curável, as dores não têm uma origem definida e infelizmente, somente os analgésicos e anti-inflamatórios não ajudam, há casos em que os sintomas diminuem consideravelmente, chegando a quase desaparecer, mas há outros em que é necessário fazer controle por toda a vida. Dessa forma, o Sistema Único de Saúde – SUS, está inserindo essas novas metodologias no atendimento, reconhecendo essas terapias integrativas, como ações de promoção e intervenção à saúde auxiliando a medicina clássica.

De acordo com a Dr.ª Rita Reis, a terapia “constelação familiar” consiste em uma vivência na qual o paciente apresenta um tema de trabalho e, em seguida, é solicitado informações factuais sobre a vida de membros de sua família, como mortes precoces, suicídios, assassinatos, doenças graves, casamentos anteriores, número de filhos ou irmãos, dentre outros. Em seguida é realizada a dinâmica entre as pacientes participantes do grupo de Fibromialgia.

“Todas as dores estão relacionadas aos problemas psicológicos que vivenciamos ao longo de nossos dias e essa técnica é apaixonante, mexe com o nosso núcleo familiar porque nós nos manifestamos através de um campo. As doenças físicas são apenas manifestações e com certeza essas dinâmicas que ofereceremos em parceria com a Prefeitura de Barreiras ajudará a diminuir as dores, porque tudo está relacionado com a nossa mente”, destacou.

De acordo com a subsecretária de saúde Larissa Barbosa, os pacientes ainda contam com a prática das terapias, reiki e a meditação nos encontros que acontecem semanalmente. Essas técnicas de controle de respiração e da mente beneficia de forma positiva no tratamento das pacientes de Fibromialgia em Barreiras.

“Tendo em vista o reconhecimento dessas novas metodologias no auxílio do tratamento em muitas doenças, a Prefeitura de Barreiras também oferece essas terapias nos tratamentos, sobre tudo em doenças crônicas e modernas, como a Fibromialgia que ainda não tem um tratamento específico. Esperamos conseguir alcançar bons resultados e pela receptividades das pacientes, acreditamos que teremos”, afirmou Larissa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *