Barreiras BA : Representantes de taxistas e de ônibus coletivo pedem apoio no combate ao transporte clandestino de passageiros

Nesta quinta-feira (08), um encontro na Secretaria Municipal de Segurança Cidadã e Trânsito reuniu taxistas e representantes de empresas de ônibus e vans de Barreiras, que buscaram o poder público para reivindicar maior ostensividade no combate ao transporte clandestino de passageiros, na cidade. Recebidos pela chefe de gabinete, Marileide Carvalho, os secretários de Infraestrutura João Sá Teles, de Segurança, Luiz Vidal, o subsecretário Junior Sampaio, diretor da Cootrans, Cristiano Rans e a assessora da Procuradoria, Karoline Cruz, eles relataram os problemas que estão enfrentando.

“Precisamos de entendimento e de união de forças para acabar com os serviços clandestinos nos sistemas de táxi, vans e ônibus. Pagamos impostos e cumprimos nosso papel enquanto empresários e autônomos, porém, a cada dia estamos perdendo mais passageiros para um transporte irregular, que, em muitas vezes põe em risco a vida das pessoas transportadas”, disse Zé Maria, representante da empresa Viação Cidade de Barreiras.

Após ouvir os presentes, ficou acordado que os setores da Prefeitura envolvidos diretamente com o sistema de transporte irão organizar um plano de ação a ser posto em prática, visando a redução do transporte clandestino de passageiros em Barreiras. “Faremos fiscalizações por meio da Cootrans e do Setor de Transporte Público, intensificando as ações de combate a este tipo ilegal de transporte. Em breve, em um novo encontro, relataremos o cronograma de trabalho que será colocado em prática”, assegurou o secretário Luiz Vidal.

One thought on “Barreiras BA : Representantes de taxistas e de ônibus coletivo pedem apoio no combate ao transporte clandestino de passageiros

  • novembro 10, 2018 at 1:03 pm
    Permalink

    Precisa é liberar UBER para rodar em Barreiras….. Onde já se viu…. Da rodoviária até o centro de taxi (vc não roda em 3 kilometros) vo paga 30 reais de taxi. Esse absurdo tem que acabar isso sim…

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *