Audiência discute proposta do MEC de unificar Ifba e IF Baiano em Valença

O deputado Rosemberg Pinto (PT) promoveu, na manhã desta terça-feira, dia 3, no plenarinho da Assembleia Legislativa (ALBA), uma audiência para discutir a proposta do Ministério da Educação (MEC) de unificação do Instituto Federal da Bahia (Ifba) com o Instituto Federal Baiano (IF Baiano) na cidade de Valença, microrregião do Baixo Sul do Estado.
Entre os presentes, o líder do PT, deputado Joseildo Ramos, representantes estudantis, docentes e diretores das duas instituições de ensino, além do reitor do Ifba, Renato da Anunciação Filho. Convocado, o MEC não enviou representante.
O deputado Rosemberg explicou que “houve, na semana passada, uma audiência em Valença, e o tema foi trazido para a Assembleia Legislativa, para envolver o Legislativo nesse debate sobre a educação na Bahia”. O deputado fez questão de frisar que, antes de Lula, havia apenas um instituto no Estado. Hoje, são 33 cursos profissionalizantes baianos.
Estudantes, docentes e Sindicato dos Servidores da Educação Federal (Sinasefe) criticam a atual gestão do MEC, alegando não terem sido consultados nem comunicados previamente sobre a intenção de fundir as instituições. Ressaltaram a importância dos institutos para a região e questionaram o fato de terem sido pegos de surpresa com a notícia.
O ministério fez um levantamento dos institutos federais e detectou duplicidade de estruturas no município e pretende unificá-las sob a alegação de dar mais eficiência aos gastos. De acordo com Carlos Magno, diretor do Sinasefe – Ifba, a fusão dos institutos federais em Valença seria um “balão de ensaio para que o governo comece a fechar outros Brasil afora”.
O debate na audiência irá gerar um relatório que será encaminhado à Secretaria de Educação do
Estado da Bahia e ao MEC.
Fonte-Alba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *