ADAB certifica fábrica de laticínio que produz queijos de cabra

Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) entregou na tarde dessa sexta-feira (23) o Certificado de Inspeção Estadual ao Laticínio Kadosh. Devidamente registrado, o laticínio passa a produzir, transitar e comercializar os cinco tipos de queijos provenientes do leite de cabra. O S.I.E (Serviço de Inspeção Estadual) foi entregues pelas mãos do Diretor-geral da agência, Paulo Cezar, e do diretor de Inspeção de Produtos de Origem Agropecuária (DIPA), Willadesmon Santos aos sócios-proprietários da fábrica.

a

Para o registro de estabelecimentos junto à ADAB, se faz necessário atender a diversos pré-requisitos para elaboração do processo, tendo assim a aprovação. Após completar a documentação de cada etapa, encaminhar para qualquer um dos escritórios ou sede da agência. Os documentos podem ser encontrados, através do link

Segundo a Lei Estadual Nº 7.597/00 todos os estabelecimentos registrados no Serviço de Inspeção Estadual precisam ser registrados também no Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado da Bahia (CRMV-BA). Da mesma forma, todo estabelecimento que manipule, elabore, transforme, prepare, conserve, armazene, deposite, acondicione, embale ou rotule produto de origem animal deve ter um responsável técnico Médico Veterinário.

“Fico feliz em ver um estabelecimento certificado. Aqui eles estão prontos para produzir produtos de excelente qualidade, armazenar e vender por todo o Estado da Bahia. Quero agradecer em nome de todo o corpo técnico da ADAB o apoio a essa fábrica. Trago aqui o abraço do Governador, Rui Costa, e do secretário de Agricultura, Vitor Bonfim, e a certeza de que estamos trabalhando a defesa agropecuária atrelada ao desenvolvimento da Bahia com a geração de emprego e renda”, pontuou o Diretor-geral da agência, Paulo Cezar.

a

No local são produzidos cinco tipos de queijo. Com o selo, a empresa pretende atingir a marca der 100kg de queijo por dia e cerca de três mil/mês. Em toda a área de produção, são gerados seis empregos diretos, nesse primeiro momento, e mais de 20 indiretos. “Agimos dentro dos critérios técnicos para essa certificação. A equipe de fiscais está de parabéns por colaborar para que mais um laticínio adquirisse o S.I.E. Em nome de toda a equipe da DIPA, agradecemos aos colaboradores e temos a certeza que a Bahia se torna também referência na produção de laticínios da caprinocultura”, ressaltou Willadesmon Santos.

Durante a entrega do certifica, foi realizada uma visita técnica as instalações da unidade. Também participaram do encontro o diretor de Defesa Animal, Rui Leal, funcionários, amigos dos proprietários e técnicos da ADAB.

Fonte: ASCOM – ADAB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *