PM suspeito de matar baiano no DF após briga no WhatsApp é preso

O policial militar reformado José Arimatéia Costa, suspeito de matar o analista financeiro baiano Adilson Silva, 36, no Distrito Federal, foi preso na noite deste sábado (9) em Gama. A prisão foi feita pela Corregedoria da corporação.

Segundo o G1 DF, o policial quebrou o braço e passará por uma cirurgia. Ele deve ficar sob custódia no hospital e depois será levado à carceragem da corporação, perto do Complexo Penitenciário da Papuda.

Analista financeiro (esq) foi morto por policial militar reformado (dir) Foto: Reprodução

Adilson foi morto a tiros na tarde de quinta-feira (7) em Samambaia, no DF, após discutir com um vizinho em um grupo de WhatsApp formado por moradores do condomínio. Ele foi baleado no tórax e morreu no apartamento onde morava.

A briga começou depois que o PM publicou uma foto no grupo acusando o vizinho de ter cuspido em sua janela. “Ô sem noção, que mora no 1803-A quando escovar seus dentes, vê se não cospe a meleca na casa dos outros, eu moro aqui no 1703-A e vir essa sujeira que cospiram lá de cima [sic]”, escreveu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *