Mulher fica com rosto cheio de hematomas e homem tem costela quebrada após briga de casal na BA

Uma jovem de 28 anos ficou com o rosto cheio de hematomas e o ex-namorado dela, de 26, teve uma costela quebrada após uma briga entre o casal, na cidade de Prado, sul da Bahia. De acordo com a polícia, a situação aconteceu na madrugada de domingo (11), durante uma festa de carnaval.

Segundo a polícia, quando ocorreu a briga, o casal ainda estava em um relacionamento que já durava cinco meses. As agressões foram iniciadas por conta de ciúme.

Mulher ficou com rosto cheio de hematomas após brigar com namorado na Bahia e rapaz teve costela quebrada após briga (Foto: Reprodução/Facebook)

A mulher, identificada como Bárbara Mendonça, precisou ser hospitalizada por conta de hematomas, principalmente no rosto. Ela teve ferimentos na cabeça, na boca e nos olhos.

Bárbara registrou a agressão na delegacia de Prado, ainda no domingo e, em seguida, foi hospitalizada. De acordo com a advogada da vítima, ela recebeu alta no sábado (17).

Já o rapaz, identificado como Albert Macedo, teve além da costela quebrada, hematomas pelo rosto e corpo, segundo relataram o advogado dele e a polícia.

Conforme informou Cléber Gonçalves, o delegado que investiga o caso, Bárbara e o ex-namorado passaram por exames de corpo de delito.

O delegado informou que ainda não é possível dizer se os dois serão indiciados por agressão, porque o inquérito precisa ser concluído. Testemunhas do caso também serão ouvidas, já que familiares do casal estavam com os dois, no momento da briga.

A advogada de Bárbara informou que já foi expedida uma medida cautelar contra Albert Macedo. Segundo advogado de Albert, o que ocorreu foi uma agressão mútua motivada por ciúme que culminou em agressão. Ele disse que não justifica o cliente, mas contou que ambos agiram errado.

O advogado disse, ainda, que vai tentar revogar o pedido de medida cautelar e está aguardando a conclusão do laudo para informar quais as medidas que serão tomadas sobre o caso. Ele informou também que Albert não tem histórico de violência.

G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *