Ibama apreende aeronaves e 16 toneladas de sementes de arroz

Cinco aeronaves usadas para aplicação de agrotóxicos e dezesseis toneladas de sementes de arroz foram apreendidas nesta quinta-feira (26.10) na região de Uruguaiana, Itaqui e São Borja, que estão situadas na fronteira do estado do Rio Grande do Sul com o Uruguai. A chamada “Operação Demeter” teve o objetivo investigar irregularidades envolvendo agricultores de arroz e empresas de aviação agrícola que realizam aplicação de agroquímicos, além de reprimir o uso de pesticidas contrabandeados de países vizinhos.

A ação lavrou multas e penalizações que totalizaram uma soma de aproximadamente R$ 1,5 milhão até o momento. O operação deflagrada essa semana foi realizada em conjunto pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), com a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e a Secretaria de Agricultura do Rio Grande do Sul.

“Os aviões não possuíam licença ambiental e o arroz estava sendo pulverizado com agrotóxicos sem registro no Brasil. Foram coletadas amostras de sementes para exames laboratoriais e o plantio foi proibido por medida de segurança ambiental e de saúde pública”, informou o Ibama (que é vinculado ao Ministério do Meio Ambiente) em seu Portal de internet.

A “Operação Demeter” teve ainda o apoio da Comissão de Controle e Fiscalização do Fórum Gaúcho de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos (FGCIA), que é uma iniciativa do Ministério Público Federal no Rio Grande do Sul (MPF/RS). De acordo com informações apuradas pelo Agrolink, as investigações prosseguem por prazo indeterminado e novas ações de repressão poderão ocorrer em breve.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *