FORMOSA DO RIO PRETO: SUPOSTO ABUSO DE PODER EM PRISÃO DE ADVOGADA GANHA REPERCUSSÃO NACIONAL

Um grave caso de abuso de poder de policial militar aconteceu no dia de hoje em Formosa do Rio Preto. Tudo começou com a prisão de um jovem, na posse ilegal de uma arma, que foi conduzido ao hospital para atendimento depois de agredido.
A advogada Verônica Lisboa, vice-prefeita de Formosa, foi ao Hospital para atender o seu cliente. Depois de uma discussão com o tenente Sullivan, que comandou a prisão, a advogada também foi detida, agarrada pelo pescoço e jogada num camburão.
Após o ato arbitrário, o advogado e esposo de Verônica, Ubiraci Moreira Lisboa, foi até a Delegacia para tentar libertá-la e foi de plano rechaçado pelo tenente Sullivan, que não permitiu seu acesso.
Segundo fontes extra-oficiais, a intenção do policial militar era transferir a Advogada, em um camburão, para Barreiras, onde faria a sua apresentação, já que o delegado Carlos Freitas, titular daquela delegacia, não se encontrava na cidade.
Instado pelo Delegado, através do telefone, o tenente Sullivan acabou desistindo do seu intento e liberou a advogada. Sabedor do fato, o presidente da OAB Bahia, Luiz Viana, já prestou sua solidariedade, bem como o dr. Ibaneis Rocha Barros Júnior, secretário-adjunto da Ordem dos Advogados do Brasil, além de integrantes da comissão de prerrogativas da entidade. O Secretário de Segurança Pública da Bahia também foi informado do fato.
Via: Jornal O Expresso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.