Correntina: Acusados da ‘Último Tango’ são presos em Goiás; ‘Maradona’ segue foragido

Dois servidores da prefeitura de Correntina, no extremo oeste baiano, que estavam foragidos foram presos no estado de Goiás. Cleunizete de Souza Sales e Erickson Linces Santos, que são casados, ocupavam os cargos de tesoureira e motorista particular da Câmara Municipal. Os dois foram presos na segunda-feira (21). Ainda continuam foragidos o presidente da Câmara Wesley Campos Aguiar, conhecido como “Maradona”, e o assistente de controle interno da Câmara, Hugo Neves dos Santos. Todos estão com mandados de prisão preventivas decretados. Os acusados foram alvo da Operação “Último Tango” . Segundo o Ministério Público do Estado (MP-BA), cinco vereadores formavam uma organização criminosa responsável por fraudar processos licitatórios e contratos no município, além de desviar verbas públicas mediante pagamento de gratificações indevidas a servidores e realizar exigências ilícitas ao prefeito, incluindo o pagamento de propina. Neste última caso, os edis cobravam cerca de R$ 50 mil para aprovar projetos do prefeito Maguila (PCdoB).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *