Baralho do Crime’ da SSP tem atualização de três novas cartas

A Secretaria da Segurança Pública (SSP) substituiu, nesta segunda-feira (21), três cartas do Baralho do Crime, instrumento criado para estimular a participação popular na busca dos criminosos mais perigosos do estado.

As substituições aconteceram nos naipes de 'Espadas e Copas'. Qualquer denúncia pode ser feita através do (71) 3235-0000 (Salvador e Região Metropolitana) e 181 (interior do estado)

O traficante Rodrigo Ferreira do Bonfim passa a estampar o ‘Nove de Espadas’ em substituição a Danilo de França Souza, o ‘Oclinho’, preso no dia 13 de julho com documento falso. Rodrigo atua no bairro de Massaranduba, região da Cidade Baixa, e está ligado ao tráfico de drogas e homicídios na localidade.

As substituições aconteceram nos naipes de 'Espadas e Copas'. Qualquer denúncia pode ser feita através do (71) 3235-0000 (Salvador e Região Metropolitana) e 181 (interior do estado)

As substituições aconteceram nos naipes de 'Espadas e Copas'. Qualquer denúncia pode ser feita através do (71) 3235-0000 (Salvador e Região Metropolitana) e 181 (interior do estado)

Procurado por homicídio Moisés Silva dos Santos é o novo ‘Dois de Espadas’. O assassino foi inserido à ferramenta no lugar de Ueslei de Jesus Marques, latrocida que também tinha passagens por tráfico de entorpecentes, capturado em julho no bairro de Canabrava.

As substituições aconteceram nos naipes de 'Espadas e Copas'. Qualquer denúncia pode ser feita através do (71) 3235-0000 (Salvador e Região Metropolitana) e 181 (interior do estado)

O homicida Jeobson Rocha Cruz, apelidado de ‘Panela’, atuante no bairro de Tancredo Neves é apresentado como novo ‘Nove de Copas’. Panela entra no lugar de Ednei Nunes dos Santos que teve mandado de prisão revogado pela justiça.

O Baralho do Crime está disponibilizado 24 horas, no site do Disque Denúncia. Caso o cidadão reconheça algum dos procurados deve entrar em contato com a SSP através da (71) 3235-0000 (capital e Região Metropolitana de Salvador) e 181 (interior do estado). A manifestação é feita de forma sigilosa.

 

Fonte: Ascom/Marcia Santana

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.