40 vereadores e prefeitos foram mortos desde 2017. Dois na Bahia

Um levantamento do G1 divulgado, neste sábado (17), mostra que a violência contra vereadores, ex-vereadores, prefeitos e ex-prefeitos resultou em, pelo menos, 40 mortes no Brasil na atual legislatura.

Segundo a análise do portal, do total, dois eram baianos. O primeiro foi ex-prefeito de Pau Brasil, no sul da Bahia, Marcos Santos Rocha, de 62 anos, que foi morto a tiros, no dia 24 de janeiro de 2017, no município vizinho de Camacan, onde morava atualmente.

A vítima conversava com uma pessoa na porta de casa, quando foi surpreendida por homens armados, que chegaram ao local em uma moto.

O segundo político baiano morto foi o ex-vereador de Porto Seguro, Aldair Silva Andrade. O crime aconteceu em janeiro deste ano. Ele foi chamado e, ao sair da residência, foi atingido por cerca de três tiros no peito.

O G1 ainda registrou a morte do ex-vice-prefeito de Ourolândia, José Roberto Soares Vieira, que era investigado na operação Lava Jato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *