TST condena Inter por assédio de garotos da base à ex-funcionária

O Internacional teve recurso rejietado e foi condenado pelo Tribunal Superior do Trabalho a indenizar uma ex-funcionário que sofreu de assédio moral no clube. A historiadora trabalhou no museu da agremiação por três anos. Ela relatou que pediu demissão por causa do tratamento que recebia dos jogadores das divisões de base do Colorado. Os garotos se referiam a ela no refeitório como gostosa, chierosa, linda, além de assobios e risadas. A ex-funcionária relatou a sua superior hierárquica na época que teria dito para ela não ligar, e à assistente social que lamentou o ocorrido, mas disse que não podia fazer nada. A mulher ainda relatou que a gerente geral do museu também a tratava de forma humilhante e ainda acusou-a de apresentar atestados médicos falsos. O Inter foi condenado a pagar R$ 5 mil de indenização à vítima. Na Série B do Campeonato Brasileiro, o clube gaúcho é o líder com 45 pontos. O próximo compromisso do Colorado será sábado (23), às 16h30, na visita ao Náutico, no estádio do Lacerdão, em Pernambuco.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.