Fusão deve encerrar canais Fox Sports no Brasil, diz site

Os canais de TV por assinatura da marca Fox, incluindo também os Fox Sports, podem acabar em até sete anos no Brasil. A informação é do site Notícias da TV. O fim dos canais está ligado à fusão entre a Disney com a 21st Century Fox, que depende apenas da aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE). No entanto, a aposta do mercado é que o encerramento aconteça antes do previsto.

A publicação destaca que parte das operações da Fox Sports devam ser assumidas pela ESPN, que já pertence à Disney. Os direitos de transmissão da Copa Libertadores da América devem migrar para o streaming da empresa que tem o Mickey como o seu mais famoso personagem. A plataforma deverá ser lançada em 2019.

A Disney comprou os direitos de todas as operações da Fox no mundo, exceto nos Estados Unidos, por cerca de US$ 71,3 bilhões. O acordo de venda prevê que as operações do canal nos EUA permanecem normais. Porém, no Brasil e nos demais países, a marca será substituídas por outras que pertencem à Disney e operam nos mesmos negócios.

O fim dos canais Fox Sports terá consequências. De acordo com uma fonte da ESPN, que não quis ser identificada, ao Notícias da TV existe um clima de preocupação na emissora. Com a fusão, haverá uma sobreposição de cargos e deverão ocorrer demissões. A grande oferta de profissionais no mercado, após o fim dos canais Esporte Interativo, também preocupa. Além da situação financeira das empresas, que fecharam no vermelho em 2017.

“Tanto Fox Sports quanto ESPN Brasil fecharam 2017 no vermelho, mas é esperado que neste ano o rombo do Fox Sports seja ainda maior por causa da Copa”, afirmou. “A Fox investiu cerca de US$ 9 milhões (cerca de R$ 36 milhões) neste ano para a cobertura da Copa do Mundo, mas infelizmente não houve o retorno esperado”, explicou.

O departamento de comunicação da ESPN informou ao Notícias da TV que os comunicados oficiais estão sendo feitos diretamente pela Disney. Enquanto a Fox Sports disse que não falaria do assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *