Deputado Marcell Moraes acusa Vigilância Sanitária de Barreiras de perseguição e truculência; Prefeitura alega atender a denúncia do CRMV

Na manhã do sábado (07), a equipe do deputado Marcell Moraes, conhecido como defensor dos animais, veio a Barreiras com a meta de vacinar 300 animais. Segundo nota do deputado, a sua equipe percorreu 1000 km para realizar esse trabalho que é desenvolvido por toda a Bahia, mas chegando a Barreiras, a equipe foi tratada com truculência, acusando a Vigilância Sanitária de Barreiras de perseguição, “De forma grosseira, os fiscais da Vigilância Sanitária, munidos com documentos e informações contraditórios, abordaram as minhas assessoras na intenção de coagi-las e amedrontá-las. Elas foram vítimas de violência psicológica. A minha equipe estava trabalhando, não demonstraram nenhuma resistência, e receberam voz de prisão. Nosso material de trabalho foi covardemente apreendido, sendo que elas estavam de posse das notas fiscais, e as vacinas estavam na temperatura adequada. Até quando ocorrerá essa perseguição?”, declarou o deputado.

O Falabarreiras entrou em contato com a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Barreiras, que enviou uma nota de esclarecimento alegando que atendeu a uma denúncia do Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia (CRMV) a vacinação antirrábica em Barreiras fora dos padrões do Ministério da Saúde. Abaixo a nota da Prefeitura:

Nota de esclarecimento

Na manhã de sábado (07) a equipe da Vigilância Sanitária de Barreiras atendeu a denúncia do Conselho Regional de Medicina Veterinária da Bahia relacionada a uma atividade de vacinação antirrábica no município de Barreiras fora dos padrões do Ministério da Saúde. Conforme preconiza a Resolução nº 844 de 20 de setembro de 2006 que proíbe a aplicação de vacina antirrábica em cães e gatos sem a devida autorização e com acompanhamento obrigatório do veterinário.

A equipe da VISA ao chegar ao local informado na denúncia no bairro Vila Rica, não encontrou a autorização solicitada, como também a presença obrigatória do médico veterinário na ação de vacinação dos animais.

A ação foi considerada ilegal, e a equipe da VISA procedeu com a apreensão dos materiais que estavam sendo utilizados nesse procedimento, liberando-os na manhã de domingo, 08, após serem instauradas as autuações necessárias.

A Secretaria de Saúde por meio do Centro de Controle de Zoonoses informa ainda que será promovido no dia 28 de julho, o dia D de vacinação antirrábica no município, campanha realizada em todo Brasil. A equipe de zoonoses que já iniciou a campanha na zona rural do município desde o início do mês de julho, está preparando uma estrutura com 38 postos de vacinação no perímetro urbano.

A vacina é dose única e protege o animal contra a raiva. A meta é vacinar nessa campanha cerca de 23 mil cães e 5 mil gatos.

Fala Barreiras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *